4 tipos de tapume para usar nas obras e as características de cada modelo

4 minutos para ler

Os tapumes são instalações provisórias em canteiros de obras, usados para delimitar o espaço de construção e impedir que pessoas não autorizadas adentrem o local. Além de manterem a organização, eles são importantes para a segurança dos trabalhadores e de quem mais estiver caminhando pela área.

Continue a leitura deste artigo e conheça os principais tipos de tapumes para o seu canteiro de obras!

1. Tapume de madeira

Os tapumes de madeira são bastante comuns na construção civil devido ao seu baixo custo de aquisição. Eles são recomendados para projetos pequenos e de curta duração, uma vez que são menos duráveis em relação aos outros materiais. Essas peças podem ser fabricadas em dois tipos de madeira industrializada.

As placas OSB são a versão mais durável dos tapumes de madeira. Seu nome vem do termo de origem inglesa Oriented Strand Board, pois são feitas a partir de tiras de madeira dispostas em uma mesma direção. Elas também são uma opção mais sustentável, já que seu material é reciclável.

Os compensados de madeira, também chamados de madeirite, são compostos de lâminas prensadas em alta pressão, sendo mais econômicos e menos duráveis quando comparados aos painéis OSB.

2. Tapume de metal

Os tapumes de metal são feitos de chapas de aço galvanizado, um material altamente durável, resistente e fácil de montar. Devido a essas características, eles apresentam um custo mais elevado que a madeira, mas podem ser reaproveitados em vários outros projetos quando usados da forma adequada.

As chapas metálicas são um dos materiais mais eficientes para proteger o canteiro de obras, sendo recomendadas para construções de grande porte e longa duração. Outra vantagem é que podem ser customizadas com o logo da empresa ou as cores de sua preferência.

3. Tapume ecológico

Seguindo as tendências de sustentabilidade na construção civil, o mercado oferece opções de tapumes fabricados com resíduos reciclados, como madeira, celulose, plástico, alumínio e outros. Além de ecológicos, são materiais resistentes, impermeáveis, atóxicos e que não conduzem eletricidade.

Os tapumes ecológicos oferecem um ótimo custo-benefício, pois não se deformam com facilidade e apresentam uma vida útil prolongada. Em outras palavras, são peças vantajosas tanto para o meio ambiente quanto para a logística da sua obra.

4. Tela cerquite

Os cerquites são um tipo de tapume fabricado em telas de polipropileno ou outro tipo de plástico. Eles servem para isolar áreas de construção em andamento, mas também funcionam como uma sinalização de segurança para que os transeuntes saibam que se trata de uma área com acesso restrito.

Por esse motivo, essas telas são sempre comercializadas em cores de alta visibilidade, como o verde ou o alaranjado, e são consideradas um equipamento de proteção coletiva (EPC). Usá-las no canteiro de obras é, portanto, uma forma de se adequar às normas de segurança e saúde do trabalho estabelecidas pela NR 18.

Conhecer os tipos de tapume é fundamental para a proteção dos trabalhadores, pois isso permite saber como as características de cada um podem influenciar no ambiente de obras. Lembre-se de que os resultados do seu projeto dependem do bem-estar das pessoas que se empenham nele.

Gostou do artigo? Siga agora mesmo a Lonax nas redes sociais e acompanhe todas as novidades da construção civil! Estamos presentes no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Você também pode gostar

Deixe um comentário