Design com alma brasileira

A Lider Interiores é uma empresa brasileira do ramo moveleiro, fundada em 1945 por João da Mata Nogueira na cidade de Carmo do Cajuru, Minas Gerais. Tudo começou com um pequeno barracão e três máquinas.

A empresa se chamava Mobiliadora Lider e produzia móveis sob encomenda. Nas décadas seguintes, a empresa cresceu e se expandiu, abrindo lojas em outras cidades mineiras e investindo em novas fábricas.

  • Em 1976, foi inaugurada a primeira loja da rede, em Mateus Leme.
  • Na década de 1980, a empresa chegou à capital mineira, Belo Horizonte.
  • Na década de 1990, a Lider se consolidou como uma das maiores empresas moveleiras do Brasil.
  • Nos anos 2000, a empresa investiu em design e inovação, lançando novas linhas de produtos e colaborando com renomados arquitetos e designers de interiores.
  • Em 2006, a Mobiliadora Lider passou a se chamar Lider Interiores, marcando uma mudança de posicionamento da empresa.
  • Hoje, a Lider Interiores é uma das maiores empresas moveleiras do Brasil, com 6 fábricas próprias, 22 lojas em 6 estados e mais de 1.300 funcionários.

Matéria-prima sustentável

No processo de fabricação dos móveis pela Líder toda a madeira utilizada deve ter comprovadamente a procedência atestada pelo Selo Verde, o que significa que ela foi retirada de área de reflorestamento, sendo assim sua supressão é compensada com outro plantio.

O neto do fundador, Marcos Flávio, é da 3ª geração da família. Enquanto seus tios (filhos de seu João) formam o Conselho Consultivo da empresa, Marcos assumiu a Gestão de Produto. Mas ele revela que seu grande projeto atualmente é o de levar a Líder para outros países através de novos canais:

– Ao iniciarmos a parceria com grandes construtoras percebemos que esse seria o caminho natural para levar nosso design e soluções para o lar para outros países pois aqui no Brasil já estamos presentes em 6 estados e estamos sempre procurando novos caminhos. – revela Marcos, que já está sendo preparado para a sucessão, com a empresa prestes a completar 80 anos em 2025.

Cozinha: a vedete do lar contemporâneo

Ela chegou sem pedir licença e assumiu o protagonismo da casa. A cozinha já é o lugar preferido para muitas pessoas. Em versão integrada à sala, ela cresce e aparece, se tornando local de conversas e muitas confraternizações.

Quem se senta à bancada para bater um papo com os amigos mal sabe que, para atingir tamanho papel social, a cozinha teve que passar por muitos testes e receber também muita tecnologia.

E um desses avanços diz respeito ao uso de pedras para as bancadas da cozinha. Veja as principais e suas aplicações:

  1. Granito

Para a cozinha, a pedra mais indicada é o granito, devido a sua alta resistência em riscos e arranhões, pela sua massa compacta e resistente e pela facilidade de recuperar quando necessário. Ela ainda funciona muito bem em pisos e bancadas de pia, locais que são mais suscetíveis a um maior desgaste pelo uso.

  1. Mármore

Aconselhado para locais que não demandam tanta limpeza, como bancadas de apoio, balcões, mesas e prateleiras, o mármore chama atenção pelo seu requinte e sua textura macia.

  1. Quartzito

A pedra composta em sua maioria por Quartzo, é firme e de alta durabilidade. Por sua alta resistência, também é muito usada em cozinhas. Com veios marcantes, pode receber diversos acabamentos em sua superfície, como polido, levigado, escovado, flameado ou mesmo bruto.

  1. Ônix

A pedra é uma espécie de mármore em camadas de policromias, e possui também veios aparentes. Por sua exuberância e naturalidade, é muito usada para os que fazem questão de uma cozinha elegante e funcional.

  1. Pedras sintéticas

Entre as pedras sintéticas, se destaca o Silestone, material de alta tecnologia. Por ser industrializada, possui uma vasta opção de cores e estampas e uma resistência que a torna a atual preferida para os acabamentos da cozinha.

Cuidados com as pedras mais utilizadas em cozinhas

É hora de aprender como conservar as pedras da sua cozinha. Lembrando que os cuidados necessários são basicamente os mesmos para mármores, granitos, ônix e sintéticos.

  • Usar detergente neutro para limpeza e não deixar resíduos;
  • Não usar materiais cortantes diretamente sobre a pedra;
  • Nunca usar materiais de limpeza pesada ou abrasivos para limpar;
  • Caso derrame algum líquido que tenha corantes mais fortes como café, vinho, Coca-Cola, limpar o mais rápido possível;
  • As pedras naturais são minerais e esses possuem poros e pequenas fissuras que absorvem líquidos. Por isso, sempre que derramar alguma coisa e não enxugar rápido, ela vai manchar. Isso porque o líquido vai aprofundar na pedra e, dependendo do quer for a mancha, não sairá mais, como por exemplo os óleos em geral;
  • O suco de limão também danifica a pedra, tirando o brilho;
  • Removedores também são altamente prejudiciais à pedra;
  • Deve-se evitar colocar recipientes muito quentes ou gelados diretamente sobre a pedra para não haver risco de manchar;
  • Existem muitos produtos impermeabilizantes que ajudam na prevenção de manchas, criando uma película protetora que impossibilita a penetração de líquidos nas pedras naturais. A aplicação é fácil e proporciona maior durabilidade da beleza do material;
  • Sempre que for possível aplicar cera em pasta própria para granitos e mármores para recuperar o brilho e hidratar a pedra.

As pedras e cristais como geradores de energia no lar

Os cuidados com a casa têm muitos sentidos. Afinal, zelar por um lar vai além de mantê-lo sempre limpo e organizado. Em muitas tradições culturais e espirituais é comum fazer uma limpeza energética no lugar onde se mora. O objetivo é liberar energias negativas e deixar o novo entrar.

Uma boa maneira de fazer isso é através de pedras e cristais. Práticas relacionadas à Radiestesia, ao Feng Shui e a cristaloterapia utilizam desses elementos para limpar energeticamente o ambiente

  1. Escolha as pedras adequadas

Cada pedra possui sua particularidade e uma função. Seu objetivo é proteger a casa? Trazer mais equilíbrio? Há uma pedra para cada um desses desejos.

  • Quartzo Cristal: conhecido por suas propriedades de amplificação de energia, esse é um cristal frequentemente usado para energizar espaços.
  • Turmalina negra: protege contra energias nocivas.
  • Ágata: traz  equilíbrio, estabilidade energética e bençãos.
  • Ametista: é calmante, conectora e protetora.
  • Obsidiana: ajuda a absorver energias negativas.
  1. Limpe as pedras antes de usá-las

É indispensável limpá-las para livrá-las de qualquer energia indesejada. Isso pode ser feito lavando-as em água corrente, deixando-as sob a luz do sol ou da lua. Mas cuidado, pois algumas delas são solúveis em água, então não podem ficar muito tempo expostas ao líquido.

  1. Posicione os cristais estrategicamente

O quartzo pode ficar perto da janela, pois atrai e amplifica a luz. No banheiro, utilize a obsidiana. Ela expulsa toda a energia que deve ir embora. Para ter leveza e estabilidade energética, coloque ágata e quartzo transparente na sala e no escritório. Já na porta de entrada de casa, nada melhor do que a turmalina negra e a ametista para proteger e expandir a energia.

  1. Deixe as pedras expostas

As pedras podem ficar expostas indefinidamente, só tome o cuidado de lavá-las uma vez por mês em água corrente e secá-las ao sol para energizá-las.

 

Texto adaptado para o blog Lonax sob autorização da Líder Interiores.

Siga nossas redes Sociais

Confira Também

Design com alma brasileira

A Lider Interiores é uma empresa brasileira do ramo moveleiro, fundada em 1945 por João da Mata Nogueira na cidade de Carmo do Cajuru, Minas

Abrir bate-papo
Fale com a gente!