Descubra as 5 dicas para economizar água na agricultura!

A água é um recurso muito importante para a vida na Terra. Todos os setores da sociedade a utilizam em seus processos, seja nas indústrias, seja nas fazendas de nosso país. Durante muito tempo, não havia a preocupação com o consumo consciente.

Muitos acreditavam que a escassez de água não seria um problema. Entretanto, as recentes crises hídricas nacionais indicam que é necessário otimizar os métodos de plantio e colheita. Por isso, é muito importante economizar água na agricultura.

O setor é responsável pelo consumo de 70% da água doce disponível no mundo. Esse valor é elevado e precisa ser administrado com mais eficiência. A situação se agrava no Brasil, pois as plantações dependem da chuva majoritariamente.

Muitos profissionais encontram desafios na hora de adotar práticas sustentáveis. Isso acontece por causa da falta de mão de obra qualificada e o uso de técnicas obsoletas. Essas questões atrapalham o seu desempenho porque o mundo está mais consciente e preocupado com a escassez de água.

Por todos esses motivos, este post vai ajudá-lo a economizar água na agricultura com 5 importantes dicas. Tenha atenção em sua leitura e aproveite!

1. Armazene água da chuva

A captação de água de chuva é uma solução que já é adotada em várias regiões do nosso país. Os períodos de seca são superados com essa técnica. A construção civil também utiliza esse processo para garantir a sustentabilidade nas obras.

Se você deseja economizar água na agricultura, instale um sistema desse tipo em sua propriedade e utilize o recurso racionalmente. Apenas fique atento, pois, em alguns casos, é necessário acrescentar sais minerais na composição.

A criação de barragens subterrâneas pode ser utilizada também. Esse processo consiste na escavação de um buraco até o subsolo, forrando-o com lona plástica. Ao chover, o espaço é preenchido por água, que escorre pela terra e a mantém úmida.

2. Faça uma irrigação responsável

A irrigação é um processo antigo, que ajudou o desenvolvimento das lavouras. Ela melhora a distribuição de água na propriedade, proporcionando o teor de umidade exigido por espécie.

Com o passar dos anos, várias técnicas de irrigação foram desenvolvidas. O gotejamento utiliza tubos que levam água sob pressão. Ele aplica o líquido no solo diretamente na zona da raiz da planta, em baixa intensidade e alta frequência. Apesar de ter custo inicial elevado, o gotejamento ajuda a economizar água na agricultura com eficiência.

A aspersão convencional é o método mais utilizado pelos produtores nacionais. Jatos de água são lançados no ar e caem sobre a plantação em forma de chuva. É preciso ter muita atenção ao utilizá-la, pois a alta umidade das folhagens aumenta o desenvolvimento de doenças. Além do mais, danos podem ser causados ao solo por causa do escoamento nas proximidades.

Em outras palavras, analise muito tempo as características dos sistemas de irrigação disponíveis antes de utilizá-los em sua propriedade.

3. Conheça a sua propriedade

Essa dica parece simples, mas ela é essencial para a obtenção de resultados positivos. As decisões que você toma devem ser baseadas em informações concretas, que condizem com a realidade da fazenda.

Cada tipo de lavoura tem necessidades especiais, como o café, o milho ou a cana-de-açúcar. Adotar uma medida genérica pode ser extremamente prejudicial. O produtor deve conhecer a demanda de água da cultura, a fim de entender qual é a quantidade ideal a ser aplicada. Ao tomar esse cuidado, você consegue extrair o máximo da produção e garantir o sucesso do plantio.

E as exigências não param por aí. É muito importante conhecer o clima da região também. O território nacional é extenso e diverso. Existem regiões mais úmidas e outras mais secas, fazendo com que o período de chuva varie em cada uma delas. Então considere esses critérios antes de planejar as suas atividades.

Similarmente, a topografia e a composição do solo não podem ser deixadas de lado. Elas interferem no sistema de irrigação adotado. Quem conhece a classificação do terreno e a sua textura (presença de areias, argilas e siltes) consegue maximizar a performance do projeto de irrigação, tornando-o mais eficiente e sustentável.

4. Utilize novas tecnologias

A forma como o trabalhador no campo atua está mudando. As tecnologias já fazem parte de sua rotina e não podem ser ignoradas. Drones são utilizados para monitorar o desempenho da lavoura e acompanhar o seu desenvolvimento. Outros materiais são aplicados e ajudam a economizar água na agricultura.

O plantio protegido, por exemplo, utiliza filmes agrícolas, permitindo a continuidade da produção durante todo o ano. Com uma produção estável, é possível reduzir o desperdício e aumentar a produtividade da fazenda. A escolha do plástico ideal depende da cultura plantada. Portanto, analise bem as suas decisões.

5. Preserve a mata ciliar

A mata ciliar se localiza nas margens dos rios, represas, igarapés e lagos. Muitos fazendeiros desmatam essa região por causa da alta umidade, que permite o melhor desenvolvimento das pastagens. Contudo, essa prática é prejudicial para economizar água na agricultura.

As matas ciliares protegem os cursos de água, evitando a erosão e permitindo a livre movimentação de animais, além de contribuir na manutenção dos mananciais. Fora isso, o Código Florestal Federal a considera como “área de preservação permanente” e intocável.

A preservação do meio ambiente é dever todos. Não é mais admissível utilizar os recursos naturais arbitrariamente. Quem não se preocupa com essa questão coloca em risco o futuro da próxima geração e perde espaço no mercado, já que os consumidores estão engajados com o consumo consciente.

Ao adotar as práticas citadas acima, você mostra que está preocupado com essas questões, melhora a qualidade da produção e atrai novos clientes.

As atividades agrícolas dependem muito do uso de água. Portanto, é essencial adotar medidas sustentáveis, como o plantio protegido com lonas para evitar o desperdício e economizar água na agricultura. Nessas horas, conte com um fornecedor de qualidade e preparado para atender às necessidades de sua propriedade.

E então, gostou do conteúdo? Gostaria de ficar antenado com as novidades do mundo agrícola e as suas tecnologias? Basta seguir as nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn.

Siga nossas redes Sociais

Confira Também

Design com alma brasileira

A Lider Interiores é uma empresa brasileira do ramo moveleiro, fundada em 1945 por João da Mata Nogueira na cidade de Carmo do Cajuru, Minas

Abrir bate-papo
Fale com a gente!