Conheça 6 vantagens da plasticultura

A plasticultura é uma forma de cultivar, proteger e até viabilizar uma cultura, sendo comum na agricultura por oferecer várias vantagens ao produtor. Uma delas é a proteção contra insetos e ervas daninhas, além de deixar a plantação menos vulnerável às variações climáticas e, consequentemente, garantir economia e melhorar a qualidade da colheita. Quer conhecer melhor esses e outros benefícios? Então continue lendo este texto.

1. Múltipla utilização

O plástico é um material muito versátil. Ele é utilizado tanto no meio rural, nas plantações, quanto no urbano, em carros, cadeiras, computadores e muito mais. São as diferentes resinas que indicam a melhor aplicação do produto. Só na agricultura, ele pode ser utilizado em:

Para aplicar a plasticultura corretamente, é preciso ter uma consultoria profissional. Pois, ao contrário do que pode-se pensar, o plástico não serve apenas como um guarda-chuvas para as plantas. Ele também é capaz de reduzir o uso de insumos, garantindo mais economia.

Muitos detalhes devem ser levados em consideração antes da compra e aplicação do produto. Além do material em si, é preciso atentar para a forma de utilização e o ângulo de instalação. E todas essas informações são adquiridas por meio de um engenheiro agrônomo. Elas servem de base para que o mestre de obras possa executar seu serviço com segurança.

2. Proteção contra intempéries

O clima é um fator muito importante para a agricultura, pois mudanças bruscas podem causar grandes prejuízos. O frio intenso do inverno é exemplo disso. É por esse motivo que os estados da região sul do Brasil precisam de cuidados especiais, levando os produtores a adaptarem suas plantações com o uso da plasticultura. Mas o que ainda é desenvolvimento no Brasil já é realidade em países como Estados Unidos e Canadá.

Mas além da proteção contra geadas e contra o frio contínuo, a plasticultura também pode ser benéfica em regiões áridas e quentes. Nesse clima, o produtor pode utilizar a tecnologia para a produção de hortaliças e flores. Ou seja, esse é o método mais indicado para garantir a temperatura e umidade adequada para os vegetais. Dessa forma, mesmo que ocorram catástrofes, sua plantação estará protegida e os prejuízos serão minimizados.

3. Economia

Por ser uma tecnologia relativamente nova, é normal existir algum tipo de resistência ou questionamento quanto aos seus resultados. Por estarem acostumados com metodologias antigas, os produtores têm dificuldade de investir em uma nova técnica. Pois, além da capacitação, é preciso adquirir novas ferramentas e equipamentos, mas, como o próprio nome diz, trata-se de um investimento. E os resultados aparecem em seguida.

A economia é um dos principais benefícios, pois com uma produção de qualidade dificilmente o produtor terá desperdícios e prejuízos. Além disso, os seus produtos terão maior aceitação no mercado.

4. Qualidade

Em qualquer área de trabalho, é preciso estar atualizado sobre as novas tecnologias e tendências de mercado. Pois é isso que vai impulsionar o seu negócio e diferenciá-lo diante dos concorrentes. E adotar a plasticultura é um meio de conquistar o seu espaço na agricultura, porque essa medida vai conferir credibilidade e qualidade à sua produção.

É considerada uma tecnologia moderna e avançada, seja para proteção de uma plantação ou para a confecção de embalagens de produtos. É, também, a garantia do tratamento da terra e do plantio. Isso é perceptível na produção de flores ornamentais, na produção do fumo e no cultivo de morango.

5. Sustentabilidade

Engana-se quem pensa que pelo fato de utilizar o plástico como matéria prima, esta atividade não é sustentável. Na verdade, isso depende do descarte dado ao material. Existem dois caminhos que respeitam a natureza: a reciclagem e a produção de plástico biodegradável. O Brasil tem, aproximadamente, 97% no ranking de reciclagem mundial. Isso porque investe na reutilização de bombonas plásticas e embalagens.

Ao mesmo tempo em que o país é o maior consumidor de agroquímicos do mundo, ele também é um dos maiores produtores agrícolas, exportando para todo o exterior. Ou seja, os números são proporcionais e comprovam a qualidade da agricultura nacional.

Além disso, a plasticultura também garante economia no uso de recursos naturais, como a água. Na produção de hortaliças e tomates, normalmente usa-se uma quantidade considerável de água. Porém, por meio dessa técnica, há uma redução no uso da água e no uso de agroquímicos. Ou seja, há um maior controle biológico e benefícios para o meio ambiente.

6. Produtividade

O Brasil tem condições de aumentar a produtividade para melhorar o atendimento e fornecimento de alimentos para o exterior. A soja, o milho, algodão, boi e frango já são uma realidade, mas o país ainda pode avançar com a produção de hortaliças, flores e frutas. Para isso, é preciso investir na plasticultura para culturas intensivas. E é por meio da informação que a plasticultura será adotada e consolidada.

Dessa forma, os produtores movimentarão o mercado interno e externo, de forma escalável e com maior qualidade. Isso significa ampliação do abastecimento de outros mercados, geração de emprego e renda, contribuição para superar e até sair da crise financeira e muito mais.

A idealização, criação e aplicação de novos projetos deve caminhar lado a lado com um olhar mais estratégico de ministérios envolvidos com o setor, como o da agricultura e o do planejamento. Ou seja, é um trabalho feito a várias mãos. Quanto mais os produtores se interessarem pelo tema, mais democrático ele será, trazendo benefícios a todos os envolvidos.

Mesmo sendo uma novidade, a plasticultura pode sim entrar no seu planejamento e orçamento. Para isso, é necessário dedicar-se a pesquisas e coletar novas informações. Até os custos com aplicação de pesticidas e consumo de energia elétrica são reduzidos com essa técnica. É uma solução viável tanto para grandes produtores como o próprio agricultor familiar. E você, está esperando o que para testar a novidade?

Não esqueça de que esse tema e seus conteúdos relacionados devem ser revisitados com frequência. Por isso, assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades da produção agrícola. Garanta mais informação, qualidade, segurança e economia para a sua cultura!

Siga nossas redes Sociais

Confira Também

Design com alma brasileira

A Lider Interiores é uma empresa brasileira do ramo moveleiro, fundada em 1945 por João da Mata Nogueira na cidade de Carmo do Cajuru, Minas

Abrir bate-papo
Fale com a gente!